image

As novas denominações

Novos motores a Diesel e a gasolina

Renault motor a Diesel Blue dCi

OS MOTORES A DIESEL BLUE DCI

De forma a reduzir as emissões de poluentes, os novos motores Diesel Blue dCi estão equipados com um dispositivo de Redução Catalítica Seletiva (SCR*) que funciona com AdBlue®. Esta tecnologia transforma ininterruptamente os óxidos de azoto (NOx) provenientes dos motores a Diesel em gases inócuos (vapor de água e azoto).

Eficaz em todas as situações, esta tecnologia não tem impacto no desempenho dos motores Blue dCi. A sua utilização permite, deste modo, dar resposta às novas normas mais rigorosas e mais exigentes.

 

As vantagens

 

Composto por 32,5% de ureia pura e 67,5% de água desmineralizada, o AdBlue® é uma solução aquosa incolor e não tóxica.

O AdBlue® está disponível na maioria das estações de serviço.

O seu veículo avisa-o gradualmente quando é altura de abastecer o depósito de AdBlue®.

Um depósito atestado de AdBlue® no seu veículo permite cobrir cerca de 6 a 8 depósitos atestados** de combustível.

 

A saber

 

O AdBlue® deve ser utilizado puro.

Dispõe do seu próprio reservatório, facilmente acessível por detrás da tampa exterior que pode ser comum ao do Diesel ou específica.

O depósito de combustível não deve ser abastecido com AdBlue® nem vice-versa.

Em caso de engano, não ligue o motor porque tal poderá danificar o sistema SCR.

Renault filtro de partículas

OS MOTORES A GASOLINA COM FILTRO DE PARTÍCULAS (FAP)

Para reduzir as emissões de partículas, os novos motores a gasolina de injeção direta incluem, a partir de agora, um filtro de partículas (FAP) ao nível da linha de escape.

Esta tecnologia elimina as partículas contidas nos gases de escape (PM), retendo-as numa estrutura microporosa alveolar e queimando-as em seguida através de uma regeneração automática e muito consistente.

Além disso, uma reação química transforma ininterruptamente os óxidos de azoto (NOx), o monóxido de carbono (CO) e os hidrocarbonetos não queimados (HC) em dióxido de carbono (CO2) e gases inócuos , vapor de água (H20) e azoto (N2)).

A gama dos motores a gasolina dotados desta tecnologia é conhecida por TCe FAP.

 

As vantagens

 

O filtro de partículas não necessita de manutenção.

Não tem qualquer impacto na condução do seu veículo.

E, por último, não afeta o consumo de combustível, nem as emissões de CO2.

(*) A Redução Catalítica Seletiva consiste em injetar no catalisador de escape o amoníaco (designado NH3) proveniente do AdBlue®. A reação química daqui resultante transforma os óxidos de azoto (NOx) em gases não poluentes (vapor de água e azoto).

 

(**) O consumo de AdBlue® depende das condições de utilização do veículo, dos equipamentos e do estilo de condução. O volume do depósito de AdBlue®  varia consoante os modelos, sendo geralmente entre 15 e 20 L.

Norma WLTP

Um regulamento que se aproxima mais do comportamento de condução na vida real e dos valores de consumo diários.

Descubra o ciclo de condução WLTP
Renault teste de homologação