Descubra a renault Inovação / Vanguarda

EGEUS, UM SUV TOPO DE GAMA COM AR DE BERLINA


A Renault apresenta no Salão de Frankfurt o seu novo "concept-car" Egeus, um SUV incontestavelmente topo de gama de transmissão integral. O seu ar sedutor e elegante e o seu habitáculo confortável e luxuoso são dignos de uma berlina.


Pelas suas dimensões, o Egeus oferece uma grande habitabilidade e transmite robustez e dinamismo. O comprimento do capot sublinha o seu design fluido e suave, digno de um coupé topo de gama. Com o Egeus, a Renault expressa uma visão do segmento SUV topo de gama. « O Egeus é um SUV tanto para a cidade como para a estrada, uma espécie de "coupé alto" que conjuga prazer de condução e elegância ao carácter desportivo», explica Patrick le Quément, responsável pelo Design da Renault.


A elegância de uma berlina, o dinamismo de um coupé O Egeus incorpora o equilíbrio existente entre a elegância, o carácter desportivo, a potência e a robustez. O seu design inscreve-se nas linhas dos anteriores "concept-cars" Wind e Fluence e remete também para as linhas das berlinas topo de gama.

As linhas da face dianteira são simples e depuradas. A inclusão de entradas de ar por baixo dos faróis evita a existência de uma grelha dianteira demasiado grande. As linhas dos painéis laterais seguem uma dupla inflexão que cria um jogo de luz e acentua a fluidez das formas do Egeus. «O exterior é bastante homogéneo, simples e voluptuoso. Dá a impressão de ter sido fabricado num só bloco. As suas linhas ondulantes e as suas formas sensuais remetem espontaneamente para o prazer da condução.» continua Patrick le Quément.

A suavidade das linhas é visível na ligação do capot com o pára-brisas arredondado, que se integra perfeitamente com o tejadilho de vidro em forma de bolha, que se prolonga até ao óculo traseiro, criando assim uma linha fluida e contínua, digna de um coupé. O óculo traseiro está implantado em guarda-lamas alargados que reforçam a sensação do sólido assentamento do veículo à estrada.


Com o capot longo, a traseira e dianteira curtas e os guarda-lamas curvos, o Egeus transmite dinamismo e potência. As suas grandes jantes de 22 polegadas, associadas a uma distância ao solo superior à de uma berlina clássica, expressam robustez. A bordo, a altura do assento proporciona uma maior visibilidade imprimindo uma sensação de comodidade e de segurança aos passageiros.


Topo de gama, funcional e inovador


O Egeus tem quatro bancos independentes que oferecem aos passageiros a comodidade de um veículo topo de gama. O seu habitáculo espaçoso distingue-se pela utilização de materiais nobres, e pela requintada conjugação entre as cores e os materiais. A leveza e a elegância do ambiente interior contribuem para a tranquilidade dos ocupantes.


«O interior é amplo, confortável, simples e discreto. A expressão plástica é minimalista e visa o bem-estar pois, em andamento, o que conta é o espectáculo que passa frente aos nossos olhos.»


O habitáculo é acolhedor e luminoso, graças ao tecto de abrir em vidro e a uma aresta central com duas partes transparentes. Os puxadores das portas laterais são nivelados para respeitarem a suavidade das linhas dos painéis laterais. Através da utilização de um sensor óptico, quando a mão se aproxima de qualquer puxador, este sai alguns centímetros do seu alojamento, facilitando o manuseamento. O conta-quilómetros, com afixações analógicas e digitais, indica, ao centro, a velocidade recomendada pelo sistema de navegação GPS. Quando essa velocidade é ultrapassada, o condutor é avisado de tal facto por meio de uma coroa de díodos electroluminosos.

Quando se passa para o modo todo o terreno, é automaticamente accionado um indicador no quadro de instrumentos para assinalar a inclinação do veículo e alertar o condutor se houver risco de capotamento. Na parte superior do painel de bordo e ao centro, existe um ecrã interactivo onde são afixadas, para os outros passageiros, as informações relativas à vida a bordo, em especial um mapa de orientação pormenorizado.

Os comandos intuitivos são fiéis ao "Touch Design". O selector rotativo de mudanças da caixa automática de velocidades, na posição central, propõe uma nova ergonomia simplificada. Colocado na posição ideal, o botão de comando das informações multimédia facilita a manipulação, assim como os comutadores e as patilhas de comando no volante se conjugam com o formato da mão. Os bancos envolventes proporcionam uma comodidade topo de gama e distinguem-se pelas suas funções inovadoras. ÿ frente, rodam para o exterior e o assento baixa 70 mm a fim de facilitar a entrada. As portas de abertura oposta e a ausência de pilar central proporcionam um fácil acesso aos lugares traseiros. O acesso ao porta-bagagem é feito por um portão que se divide em duas partes: um portão traseiro comum e uma parte inferior motorizada que se baixa e apresenta uma prateleira deslizante para o carregamento fácil e sem esforço de objectos pesados ou volumosos. A prateleira do porta-bagagens é regulável electricamente em altura e permite compartimentar o seu volume.


Prazer de condução, potência e controlo


O motor do Egeus 3.0 l diesel V6 de 250 cv, colocado longitudinalmente, confere-lhe potência e agilidade. Este motor possui um filtro de partículas e respeita as exigentes normas de despoluição Euro 4. O modo de transmissão 4x4, integralmente automático, permite uma regulação da motricidade de 0 a 100% nas quatro rodas, conforme o nível de aderência. Este tipo de transmissão, associado a uma caixa de velocidades automática de 7 relações com mudança de velocidade impulsional, proporciona um prazer de condução de alto nível, bem como uma economia notável do consumo de combustível e uma redução das emissões de CO2.


Sistema óptico Valeo


Os faróis do Egeus em forma de boomerang, agrupam as funções de luzes de dia e pisca-piscas utilizando díodos electroluminosos (LED) de duas cores. O sistema óptico, concebido em colaboração com a Valeo, é compacto, eficaz e com um design original.

Todas as funções de iluminação do Egeus são asseguradas por díodos de alto rendimento. Tal como acontece no Fluence, por meio do seu comando, pode adaptar-se a quantidade e a repartição da luz às situações de condução. Em estradas sinuosas, a orientação do feixe luminoso é assegurada por uma função própria modulada electronicamente. Em auto-estrada, os díodos são activados e modulados automaticamente para que de forma contínua possam manter o melhor alcance da luz sem provocar encandeamento. A sua cor, próxima da luz do dia, proporciona melhor conforto e mais visibilidade. A duração dos díodos é nitidamente superior à de todas as actuais fontes luminosas.